Email Marketing: como fazer

O email marketing ganhou uma reputação negativa depois que empresas começaram a abusar. A pasta de spam foi basicamente criada para não ter que lidar com supostas ofertas e mensagens a todo momento.

Mas a razão para ele ter se popularizado em primeiro lugar é por sua eficiência. E há formas de fazer campanhas por email que sejam efetivas e não gerem reações negativas.

Nunca mande para quem não topou

É vital que exista o pedido do remetente para acessar aquele conteúdo. O email não é para fazer o primeiro contato entre seu produto e o possível cliente, deixando isso para seu site ou redes sociais.

Portanto só dispare o email para quem pediu para assinar a newsletter. Se você quer chegar a mais pessoas, o ideal é fazer isso com campanhas no Instagram e Facebook ou até no Google.

Ofereça algo que seja interessante

Não mande apenas a oferta ou sua relação de produtos porque isso é o que a maioria das empresas fazem. Ofereça algo que as pessoas possam usar, como dicas, tutoriais, receitas e crie conteúdo único. Assim vender será uma consequência.

Por exemplo, se você tem uma loja de bolsas, evite mandar um email BOLSAS 50% DE DESCONTO. Dê dicas sobre que bolsas usar no trabalho, no verão, na praia. Fale sobre bolsas sustentáveis ou materiais que estão na moda. Você assim pode se tornar referência de conhecimento, não só um vendedor.

Evite fazer catálogos

Pode parecer o mesmo do item anterior, mas não é. É provado que emails que parecem panfletos ou catálogos têm taxas de abertura e engajamento menores que emails com texto corrido e simples.

A razão para isso é interessante: o primeiro, mesmo que seja esteticamente bonito, parece propaganda. Enquanto textos corridos dão a ideia de informação. Por isso invista em bons textos, mensagens com valor e CTA (Call to Action) relevantes.